Implantodontia e Cirurgia

O que é?

Especialidade da odontologia que atua na reabilitação de pacientes que perderam um, vários ou todos os elementos dentais. Exige conhecimento e prática multidisciplinar por conectar diversas especialidades.

O que é o Implante Dentário?

É um dispositivo (Pino) fabricado em Titânio ou Zircônia que é implantado, através de técnicas cirúrgicas, dentro da estrutura óssea do paciente onde ocorre o fenômeno da Osseointegração que é a união estrutural entre osso e o material do implante de forma rígida, estável e indolor, e sobre o qual é confeccionado os dentes capazes de suportar todos os esforços da mastigação.

Vantagens

  • Substituição do dente perdido por um trabalho mais conservador sem prejuízos à arcada ou aos dentes adjacentes. No passado os trabalhos convencionais se realizavam desgastes nos elementos vizinhos para fazer a fixação de uma Ponte Fixa;
  • Possibilita que portadores de próteses móveis (Dentadura ou Ponte) tenham novamente dentes fixos;
  • De acordo com o planejamento adequado, o tratamento deve ser rápido e indolor;
  • Qualidade da mastigação e da fonética com os dentes adequadamente posicionados no arco dental;
  • Em conjunto com a reabilitação, devolve a harmonia facial e a estética do sorriso;
  • Principalmente devolver a saúde e autoestima.

Tipos de trabalhos executados

Carga Imediata

É quando as próteses (dentes) são instaladas imediatamente a instalação dos implantes, não havendo a necessidade de espera de um tempo para a cicatrização óssea (osseointegração).
Exemplos:

  • Paciente que quebrou um dente ou teve cárie que impossibilite tratamento, no mesmo ato da extração da raiz problemática podemos realizar o implante e confeccionar a coroa;
  • Melhor indicação para pacientes portadores de Dentadura e com condição óssea favorável, pois, podem receber os dentes fixos rapidamente entre 1 a 3 dias.

Carga Precoce

Técnicas e tecnologias associadas que visam o encurtamento do tempo de espera de cicatrização para a confecção do trabalho final como, por exemplo, os dentes em porcelanas.

Carga Convencional

Refere-se a todos os trabalhos onde se aguarda o tempo de cicatrização óssea após a instalação dos implantes (média entre 3 a 6 meses) para então proceder a instalação dos dentes.
Exemplos:

  • Instalação somente de implantes sem prótese provisória;
  • Condição óssea desfavorável e enxertos ósseos.

Estética Gengival

Em conjunto com os procedimentos de Plástica Gengival visa a correção de volume, nível e colocação da gengiva ao redor dos implantes devolvendo a semelhança do dente natural. Muito comum em trabalhos corretivos.

Enxerto Ósseo

Visa recriar a condição óssea adequada para a instalação de implante ou mesmo devolver contornos estéticos para a futura prótese dental.

Várias possibilidades técnicas e também materiais são utilizados para estas situações onde o osso remanescente é insuficiente para instalação adequada do implante e do trabalho restaurador.

São procedimentos mais invasivos e normalmente requerem um tempo maior de espera para a regeneração óssea.

Cirurgia Guiada

Após todo preparo e planejamento digital, o procedimento é executado de forma precisa, rápida e menor trauma. É orientado por um guia cirúrgico confeccionado de acordo com o programa específico para instalação de implantes. Exige conhecimento integral da especialidade e do software disponível para o trabalho.

Alta Complexidade

Refere-se a intervenções não clássicas, normalmente em pacientes que buscam correções de procedimentos realizados de forma inadequada ou apresentam uma atrofia óssea severa.

Odontologia Digital

A revolução tecnológica nos possibilita planejamentos virtuais (Design do sorriso em conformidade com a face) que permitem a previsão realista do tratamento e adequa os procedimentos com maior previsibilidade, precisão e conforto. Equipamentos como scanner intraoral, impressoras 3D, fresadoras de porcelana e softwares dentais são necessários para o planejamento e confecção de próteses sem sequer a necessidade de moldagem.

Perguntas frequentes

1. É um tratamento dolorido?

Todos os procedimentos cirúrgicos são realizados sob anestesia local, portanto muito confortáveis, em conjunto também com analgésicos e antiinflamatórios o que torna ainda mais tranquila a recuperação.

2. Tenho medo ou ansiedade, como fazer?

O controle pode ser feito com medicações ansiolíticas ou mesmo sedação endovenosa realizada por médico anestesista com controle total durante todo o tempo do procedimento.

3. Qual problema de saúde impede o tratamento com implantes?

São raros os problemas de saúde que inviabilizam o tratamento, porém destacamos a necessidade de uma boa anamnese profissional para adequação da condição de saúde às necessidades, como por exemplo pacientes Diabéticos, Cardiopatas, com Osteoporose e Quimioterápicos.

4. E quanto a idade para fazer implantes?

Com exceção às crianças e jovens que ainda não atingiram o crescimento esquelético facial, as demais pessoas não apresentam limitação quanto a idade.

5. Fumante pode fazer implantes?

Para qualquer procedimento odontológico o tabagista tem um prejuízo na manutenção dos trabalhos devido à toxicidade da nicotina, manchamento dos trabalhos e também uma cicatrização mais lenta da cirurgia. Não contraindica, porém, exige uma atenção especial quanto ao controle.

6. Existe rejeição?

Não. O termo rejeição ocorre quando o organismo não aceita determinados materiais. O Titânio ou a Zircônia são materiais biocompatíveis e não geram reações indesejadas. O que eventualmente ocasiona a perda do implante logo após a sua instalação pode estar relacionada a contaminação local (ex.: infecção ou contaminação cirúrgica), osso pobre ou escasso, trauma sobre o implante na fase de cicatrização óssea, além dos problemas idiopáticos (sem causa aparente). As perdas dos implantes representam entre 2 a 5% segundo a literatura científica, porém, estas perdas podem ser repostas após um período de cicatrização.

6. Como fazer a higienização diária e a manutenção?

Como qualquer pessoa normal com todos os dentes naturais, utilizando escovas macias, fio dental e eventualmente algum complemento para higiene bucal e consulta periódica ao dentista para avaliação, limpeza e orientações que ocorre num período determinado pelo profissional, em torno de 6 meses.

Sobre nós

Nosso corpo clínico é composto por renomados mestres e especialistas em várias áreas da Odontologia, onde a missão é aliar o conhecimento, experiência, ética e alta tecnologia em benefícios aos nossos clientes. Entendemos que todo tratamento apresenta necessidades básicas como manutenção da saúde, função mastigatória e estética do sorriso em harmonização com a face, o que eleva a autoestima e melhora a qualidade de vida, buscando desta forma encantar cada paciente.

Agende uma avaliação